Total de visualizações de página

Loading...

segunda-feira, 14 de junho de 2010

RETRATOS GANHA MELHOR DOCUMENTÁRIO NO FESTIVAL DE CINEMA DIGITAL DE JERICOACOARA




Na noite de encerramento do I Festival de Jericoacoara Cinema Digital, os vencedores em várias categorias receberam o Troféu Pedra Furada. O escritor cearense Moacir Lopes, autor do livro A Ostra e o Vento, e o argentino Esteban Inácio foram os homenageados da noite.

A Tenda Jeri estava lotada. Moradores e visitantes da paradisíaca vila fizeram questão de comparecer ontem, dia 13, ao encerramento do I Festival de Jericoacoara Cinema Digital. A noite estava reservada para duas homenagens e para o anúncio dos vencedores.

O filme Áurea, de Zeca Ferreira, foi escolhido o melhor do festival, além de levar também o prêmio de melhor fotografia. Destaque também para o filme 300 dias, do baiano Felipe Wenceslau, premiado com o melhor roteiro, ator e atriz.

O filme 3.33, de Sabrina Greve, levou para casa o prêmio de melhor direção, enquanto Retratos, do pernambucano Leo Tabosa, foi escolhido como o melhor documentário. O troféu de melhor animação foi para Bailarina e o Bonde, de Rogério Nunes. O prêmio de melhor curta do eixo Ceará, Piauí e Maranhão foi dividido para duas produções, Circo Dallas, de Bruno Monteiro, e, Céu limpo, de Marcley de Aquino e Duarte Dias. As produções, além do Troféu Pedra Furada, receberam um prêmio no valor de cinco mil reais.

Além destes, o Festival distribuiu prêmios em outras quatro categorias: Melhor edição, para Sinal Fechado, de Isaac Chuke; Melhor Direção de Arte, para Doido Lelé, de Ceci Alvez; Melhor trilha, para Quando as cores somem, de Luciano Lagares; e, Prêmio especial do júri, para Leonel Matos – A 24 quadros Por segundo, de Tuna Espinheira.

O júri do Festival de Jericoacoara foi composto por personalidades de destaque do cinema nacional. Entre eles, os cineastas cearenses Jefferson Albuquerque e Marcus Moura. Além deles, a realizadora de vídeos Carolina Aires e, representando a Associação Brasileira de Documentaristas, Saskia Sá, presidente do Júri.

 
 
Leo Tabosa recebendo o prêmio de Melhor Documentário



Durante exibição do documentário Retratos


Os premiados: Isaac Chuke, Zeca Ferreira, Aurora Miranda, Felipe Wenceslau, Sabrina Greve, Leo Tabosa e Mica Farina.


Local de exibição dos filmes. Tenda Jeri.

Nenhum comentário:

Postar um comentário