Total de visualizações de página

Loading...

domingo, 8 de agosto de 2010

Inocência Estudantil




Por Leo Tabosa



Todo estudante, no início do curso, acredita que ganhará conhecimento suficiente para mudar a mentalidade do seu povo. Busca uma sociedade mais justa, solidária e humana. Grande ilusão desses estudantes ansiosos pelo saber. Não demora muito para perceberem que são apenas mais uma ferramenta para manutenção de um sistema excludente e alienante. 

A sociedade revela um mundo de possibilidades e mistérios. Também revela um ambiente hostil que parte para a exclusão e esquecimento de quem não se adequar ao sistema. Uma sociedade esmagadora que aprisiona os excluídos em um mundo estreito de regras e manipulações, onde as regras são ditadas pelas elites.

Essa ingenuidade estudantil é dissipada no decorrer do curso quando nos deparamos com um mercado de trabalho esmagador. Aí recordamos a lei justa criada pela elite que está no poder em “A revolução dos bichos”, de George Orwell: “Todos os animais são iguais entre si, mas alguns deles são mais iguais que os outros”. 

Nossos ideais começam ser corrompidos e passamos por um processo simples e gradual de submissão ao “Grande Irmão”. Manipulações dissimuladas pela linguagem entram todos os dias em nossas casas e mais uma vez citamos Orwell, agora em sua obra-prima “1984”: “Todos os poderes criam palavras para nos obrigar a pensar como eles”. O livro é um alerta contra o totalitarismo de toda “novilíngua”. É comum o surgimento de novas palavras no noticiário econômico, o chamado economês, que serve para confundir e distanciar a massa reduzindo sua capacidade de raciocinar sobre os rumos da nossa economia. Quando o povo passa a se acostumar com os novos termos eles são alterados e surgem outros. A ignorância é a força!

O risco do jornalista manipular um fato é muito grande já que ele no exercício do seu trabalho faz uma reconstrução da realidade. A função do personagem Winston, em 1984, é reescrever e alterar dados de acordo com o interesse do Partido. Nada muito diferente de um jornalista ou um historiador. E ao fim, percebemos que amamos o Grande Irmão. Sem dúvida, Ele sempre ganha. 




Filmes e Livros Relacionados:

Título Original                              Título Original
1984 (1984 - Duração 113 min          Animal Farm (A Revolução dos Bichos - Duração 89 min)

Diretor                                          Diretor
Michael Radford                             John Stephenson 

País / Ano                                      País / Ano
Inglaterra, 1984                              EE.UU.A, 1999


ORWELL, George. 1984. São Paulo: Companhia das Letras, 2009. 
ORWELL, George. Revolução dos bichos. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.




Nenhum comentário:

Postar um comentário